–> The Real Wedding

Até o noivado, eu nem mesmo lembrava que o príncipe William existia e acredito que muitos por aqui também não. Falava-se na Rainha da Inglaterra sempre que necessário como uma metáfora para alguém que só tem a pose e o título, mas não tem o poder.  E era só! Mas foi só os pombinhos marcarem a data e pronto, roubaram a cena em centenas de países pelo mundo todo. Com a proximidade do matrimônio então, virou mania, todo mundo comentando e, na minha opinião, perdendo tempo tentando adivinhar quem assinaria o vestido da futura princesa… O casamento representa mais do que isso.

E já que só se fala nisso mesmo, resolvi escrever sobre o que algumas pessoas, imprudentes e precoces eu diria, consideram o casamento do século. Veja bem, mal começamos o segundo decênio, acho um pouco cedo para isso. Vai saber quem vai casar com quem daqui pra frente, em qualquer lugar do mundo… E do jeito que o príncipe Harry é meio xarope, nunca se sabe a quem ele vai se unir…

O fato é que, sem dúvida, a união de William e Kate é muito significativa, não só para a Grã-Bretanha, o Reino Unido e a Commonwealth, mas também para todos os Estados monárquicos. Não é só a Inglaterra que está em crise, mas a monarquia como forma de governo, como um todo, tende a findar-se. E isso a despeito de todas as monarquias bem estabelecidas pelo mundo. Embora tradicionais, a maioria delas já não tem poder, apenas representa-o e para mim, paulatinamente esse tipo de papel vem saindo de moda e, se o mundo não acabar em 2012, vai sair também de cena.

A questão é que, apesar de démodé, a ideia de realeza, príncipes, carruagens, palácios e cavalos brancos continua povoando o imaginário das pessoas. Porque é normal que os britânicos vão às ruas e acampem para ver o mais novo casal real passar em carruagem, afinal isso faz parte da vida, da história e da tradição deles. Mas nós, brasileiros, que há tempos desprezamos a monarquia e nem sabemos que ainda temos uma família real, só podemos estar preocupados com esse casamento porque somos criados com contos de fadas em que mocinhas injustiçadas, às vezes plebeias e pobres são salvas pelos príncipes lindos e justos, com quem acabam unindo-se e sendo felizes para sempre. Ah, fala sério, quem não quer? Daí nosso envolvimento, nosso interesse.

Mas, infelizmente para alguns, o casamento representa muito mais do que a realização desse conto de fadas de casamento entre um nobre e uma plebeia, já que pobre ela não é mesmo! Não simpatizo com a pessoa Kate, acho que ela é uma alpinista social e que nos termos dos nossos contos de fadas, Lady Di servia muito mais ao papel de princesa do que ela. Mas não posso negar a competência de Catherine Elizabeth. Conquistou o príncipe e o fez de uma forma a garantir que, independente do caráter dele que eu não sei qual é, ela não passe com ele o que a mãe dele passou com Charles. Mas isso fica quase que restrito à vida pessoal do casal que de fato não me interessa muito. O mais importante para mim é o que uma mulher como Kate representa ao inserir-se na família real. Mais do que o fato de ser plebeia, é o fato de ter um diploma universitário que interessa. É a primeira mulher da família real britânica a ter esse título e não pretendo discutir agora o porquê do ingresso na universidade. Ela é a típica mulher do século XXI e por que não dizer uma típica princesa do século XXI? Ou a princesa que se quer no século XXI?

Uma mulher que não se casa para viver à sombra do marido e que estudou, investiu na sua formação e preocupou-se com isso (ainda que tenha sido um pretesto para conhecê-lo; mas como disse não pretendo entrar nesse assunto hoje). Sei lá, eu acho MUITO significativo! Além disso, o casal representa a possibilidade de renovação que a monarquia inglesa precisava e agora eu entendo que, novamente se o mundo não acabar em 2012, a Duquesa de Cambridge será rainha logo, logo. A monarquia inglesa sabe lidar com seus problemas e Charles não é o maior exemplo de príncipe. William serve ao papel, ainda mais acompanhado dessa mulher tão consciente de si e do que representa. Não que isso mude minha opinião sobre o ocaso do sistema monárquico, mas enquanto ele estiver em vigor, William e Kate serão seus principais representantes.

Agora passo a opinar sobre a parte menos significativa da cerimônia. Para mim, duas mulheres estavam bem vestidas: a noiva e a mulher do primeiro ministro. A primeira porque estava simples, elegante e delicada e a segunda porque não usou aqueles chapéus pavorosos! Kate é chique e, apesar de formada em História da Arte, entende de moda! A Rainha parece ter um guarda-roupa como o da Mônica, só que as vestes mudam de cor. E aquele amarelo era de matar. Mas eu queria que ela fosse minha avó, mesmo se não fosse Rainha, ela parece ser uma fofa e lembra minha vovó que já morreu. Dona Camila, duquesa sei lá eu de onde é horrorosa de nascimento, coitada, mas o chapéu dela nem era dos piores, tinha cada coisa…  Quanto aos homens, todos fardados estavam bem vestidos. Adoro fardas, mas odeio o que elas representam, logo, acho bonito só na estética!

Minhas palmas à Victória Beckham e ponto final. Palmas também para o inglês mais bonito e bem falado do mundo.

A princípio, minha ideia era escrever mais, falar sobre as diferenças entre a Inglaterra moderna e a contemporânea e a minha preferência pela primeira, falar sobre a Igreja Anglicana, mas vai ficar para depois. Preciso elaborar mais minha escrita sobre esses assuntos e estou em cima da minha hora.

Enfim, por hoje é isso. Parabéns ao casal e você, que não tem nada a ver com o casamento e vai continuar na sua vida como era antes do casório, uma boa tarde!

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para –> The Real Wedding

  1. ursula disse:

    hahahaha
    meu… a camila é duquesa da cornualia…propicio,né?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s