–> Reflexão II

Retomando a ideia de promover ou instigar a reflexão,  hoje vou postar um poema que li no meu livro sobre África contemporânea durante o curso de História da África, que cursei em 2010. Desde que li, ele nunca mais saiu da minha cabeça.

Os africanos têm muito cuidado e muita admiração pela palavra. Já ouviram falar em griots? São os contadores de história, tradicionais da África. São considerados os grandes sábios africanos, pois utilizam a fala e a palavra para contar as tradições de seus povos.

Acho isso muito bonito, então aqui vai o poema:

“A fala é divinamente exata                                                                                          convém ser exato com ela.                                                                                                   A língua que vicia a palavra                                                                                             vicia o sangue daquele que mente.”

Poema ritual do Mali, s/a.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s